Uma em cada cinco praias do Estado está imprópria e Guarujá sofre surto de diarréia

07/01/2011 15:26:00

Falta saneamento

 

Relatório da Cetesb – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – classifica 34 das 155 praias do Estado como impróprias (duas delas com dois pontos de medição apontando mar inadequado: José Menino, em Santos, e Itaguá, em Ubatuba).

Segundo a companhia, 100% das opções da orla de Santos e mais da metade de Caraguatatuba estão com problemas. A metodologia utilizada pela Cetesb detecta a quantidade de coliformes fecais vivos, que indicam se a água teve contato com esgoto. Em toda a orla paulista, ainda falta investimentos para que todo o esgoto produzido seja coletado e tratado, sem que seja despejado diretamente no mar.

O mar sujo pode causar doenças como a gastroenterite, que provoca enjôo, vômitos e dores. Mas a água poluída pode levar ainda a disenteria, hepatite A e cólera.

Surto de diarréia

Repetindo o problema vivido no ano passado, os moradores e turistas do Guarujá enfrentam um surto de diarréia e voltam a lotar as unidades de saúde do município. Desde o último domingo (2/1), 850 pacientes passaram por médicos: 500 na UPA – Unidade de Pronto Atendimento e 350 no Hospital Santo Amaro. As duas unidades costumam atender, juntas, uma média de 60 pessoas por dia. Agora, chegam a receber quase o triplo: 170 casos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *