USP deve ter deficit até pelo menos 2018

18/11/2014

Crise na USP

A USP deve gastar mais do que recebe até ao menos 2018, aponta comissão da universidade que analisa o orçamento da escola.

Segundo a previsão, daqui a quatro anos o deficit será de R$ 115 milhões, ante R$ 1 bilhão neste ano. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (17) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

Para cobrir o deficit, as reservas orçamentárias cairão do atual R$ 1,7 bilhão para R$ 538 milhões.

Segundo a avaliação da Comissão de Orçamento e Patrimônio, que levantou as informações, “as finanças da universidade encontram-se numa posição de fragilidade financeira preocupante”.

A comissão afirma que, para o deficit ter a redução esperada, é preciso que um plano da reitoria de demissão voluntária de funcionários tenha sucesso (corte previsto de 1.700 já no ano que vem).

Depende também que reajustes salariais acompanhem apenas a inflação e que o crescimento do PIB fique entre 1,5% e 2% ao ano (a USP recebe um percentual da arrecadação de imposto estadual).

Caso contrário, diz a comissão, as reservas podem acabar em 2017.

Essas informações serão usadas como base para a discussão do orçamento de 2015 da USP, análise a ser feita nesta terça-feira (18/11) pelo Conselho Universitário –principal instância da escola.

Fonte: jornal Folha de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.