VEREADORA DO RIBEIRÃO PRETO COBRA INVESTIMENTOS NA PAUTA DE DIREITOS HUMANOS
VEREADORA DO RIBEIRÃO PRETO COBRA INVESTIMENTOS NA PAUTA DE DIREITOS HUMANOS

A vereadora de Ribeirão Preto Duda Hidalgo representou o Partido dos Trabalhadores na audiência pública realizada pela Comissão de Finanças e Orçamento da Alesp nesta sexta-feira, 20/8, na Câmara Municipal da cidade, para discutir o Orçamento do Estado de São Paulo de 2020. A vereadora petista, que também é membro da Comissão de Finanças do Legislativo de sua cidade, defendeu mais investimentos em educação para superar o profundo sucateamento das escolas da rede estadual de ensino nos municípios da região.

Ela também chamou atenção para a necessária reversão de investimentos para atender a pauta dos direitos humanos na região e no Estado. “Vivemos numa sociedade extremamente desigual, na qual diversas formas de violência física, psicológica e sexual contra as minorias políticas são uma realidade. Precisamos, enquanto representantes do poder público, nos preocupar e lutar por essas causas. Acho uma infelicidade que hoje em dia muitas pessoas estejam sendo mortas simplesmente por serem quem são: LGBTQIA+, negros e negras e mulheres. Para mim, já basta de tanta violência.”

Duda Hidalgo pontuou como urgente a necessidade de criação de delegacias de mulheres 24 horas, de centros de referência da população LGBTQIA+ e de Promoção da Igualdade Racial nas diversas cidades do Estado.

A audiência pública reuniu representantes da região metropolitana de Ribeirão Preto, composta por 34 municípios. Prefeitos e vereadores da região apontaram algumas demandas regionais em diversas áreas.

Favio Racy, que integra o mandato coletivo Todas as Vozes, de Ribeirão Preto, pediu mais recursos para a cultura. A secretaria estadual responsável pela área vem fechando instituições e encerrando serviços ao longo dos últimos dois anos. Racci Salientou também a dificuldade de diálogo com o governo Doria. Editais do PROAC deste ano destinaram 59 milhões para o conjunto de cidades de todo o estado. Foram inscritos mais de 19 mil projetos, porém apenas 4% destes foram selecionados. Um enorme potencial produtivo está sendo desperdiçado junto com o grande número de contratações de serviços que poderiam colaborar com a economia dos nossos municípios.

Durante a audiência, foram apresentadas algumas reivindicações de vereadores da região, como reforma e ampliação da ETEC de Ribeirão Preto, investimentos em estradas rurais,  a implantação de tratamento de esgoto na cidade de Barrinha, ainda inexistente na cidade. As deficiências do saneamento básico foram apontadas como um problema estrutural de vários municípios da região, agravado pelas recorrentes crises hídricas que atingem o Estado de São Paulo nos últimos anos.

O vereador Renato Zucoloto, que representou o presidente da Câmara Municipal na audiência, apresentou a demanda de um Centro Especializado em Reabilitação de Nível 3, destinado à atenção ambulatorial especializada em reabilitação com a realização de diagnóstico, avaliação, orientação, estimulação precoce e atendimento especializado em reabilitação física, auditiva, visual e Intelectual. Zucolloto lamentou a baixa participação da sociedade civil na audiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *