Simão Pedro
Simão Pedro

Eleito, nas eleições de 2022, com 59.785 votos, Simão Pedro é membro da Comissão de Habitação, Desenvolvimento e Reforma Urbana e da Comissao de Assuntos Desportivos. Em 2023, atuou de forma crítica na CPI intitulada Epidemia do Crack. Coordena a Frente em Defesa do Ciclo Alimentar Sustentável, Reciclagem, Agroecologia, Agricultura Urbana, Alimentação Saudável, Combate ao Agrotóxico.

Paranaense de Tapira, Simão Pedro mora na zona leste de São Paulo desde 1973. Formou-se em filosofia, é mestre em sociologia política pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) e coordenador da pós-graduação em Gestão Pública Municipal, da Unifae de São João da Boa Vista.

Iniciou sua militância junto às Comunidades Eclesiais de Base e nas pastorais sociais da Igreja Católica e no movimento pela reforma urbana, na Cohab Itaquera I. Filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT) em 1983.

Trabalhou na primeira administração do PT em São Paulo e na gestão petista de Franco da Rocha. A pedido do prefeito Fernando Haddad, foi secretário de Serviços do Município de São Paulo, responsável pela gestão de resíduos urbanos, iluminação pública, serviço funerário e a conectividade digital.

Sua liderança e experiência o levou a ser eleito deputado estadual em 2002, 2006 e 2010. Na Assembleia Legislativa, presidiu a Comissão de Educação e a Comissão de Serviços e Obras Públicas; coordenou as frentes parlamentares de Habitação, Reforma Urbana, Apoio à Reforma Agrária e Segurança Alimentar; apresentou e conseguiu aprovar projetos de lei, como o da ampliação do polo industrial de Itaquera e a de regularização de áreas públicas para moradia. Foi líder da oposição e do PT em 2007, quando iniciou a fiscalização e as denúncias das falcatruas do PSDB no escândalo do metrô de São Paulo, denunciando o cartel de empresas estrangeiras e empreiteiras no esquema conhecido como “trensalão”.

Como dirigente partidário, conduziu a Secretária Agrária do PT, em São Paulo, e é o atual secretário de Movimentos Populares e Relações Setoriais.

Simão Pedro nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *