DORIA IMITA BOLSONARO E CORTA INVESTIMENTOS PÚBLICOS NO ORÇAMENTO 2020 
DORIA IMITA BOLSONARO E CORTA INVESTIMENTOS PÚBLICOS NO ORÇAMENTO 2020 

Os investimentos do governo do Estado no próximo ano representarão 4,35% do orçamento total previsto. Este é menor índice da série histórica dos últimos dez anos. A proposta de lei orçamentária para 2020 enviada por João Doria à Assembleia Legislativa em setembro prevê para o próximo ano receita de R$ 231 bilhões, 3,5% acima do exercício anterior, conforme as projeções da inflação.

Porém, os investimentos previstos no projeto de lei orçamentária 2020 foram estimados em R$ 10.407.090.165,00, o que projeta uma queda de 19,30%, em relação aos R$ 12.896.688.748,00, de 2019.

A queda dos investimentos públicos eleva ainda mais as dificuldades para a retomada do crescimento econômico e aprofunda a crise e o desemprego. Em 2019, o governo estadual paralisou grandes obras, sobretudo do setor de transportes. Além disso, contingenciou recursos em diversas áreas da administração pública, com reflexos na qualidade dos serviços públicos prestados à população paulista.

A queda dos investimentos previstos vai atingir as principais secretarias do estado. Em relação ao orçamento atual, a Saúde terá no próximo ano menos 26,2% para investir; Educação, – 16,5%; Segurança Pública, – 49,4%, Transporte, – 35,4%; Habitação, – 66,7%; e Cultura, -77,4%.

João Doria adota a mesma política do governo de Jair Bolsonaro e atuam sob a mesma lógica de destruição das estruturas do Estado e de seu papel indutor de desenvolvimento. Por isso, o quadro econômico que se apresenta é ainda mais grave. No âmbito federal, os investimentos públicos previstos no orçamento da União para 2020 serão de aproximadamente R$ 19 bilhões, o menor índice já registrado, desde o início da série histórica produzida pelo Tesouro Nacional em 2007. O recorde de investimentos se deu em 2014, no governo de Dilma Rousseff, quando atingiu R$ 103,2 bilhões de orçamento.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *