Cena Política – Quarta, 12 de junho de 2019
Cena Política – Quarta, 12 de junho de 2019

RELAÇÕES PROMÍSCUAS NA ARTESP GERAM SUSPEITAS

A relação promíscua entre o público e privado foi explicitada pelo deputado José Américo na Comissão de Transportes e Comunicação, que recebeu nesta quarta-feira o indicado do governador João Dória para assumir a diretoria da Artesp, Sebastião Ricardo Carvalho Martins. O deputado petista rompeu o ciclo de elogios ao afilhado do governador quando apontou que Martins esteve na direção da Artesp, em 2009, mesmo ano em que a concessionárias Rodovias do Tietê venceu a licitação para explorar 415 km de rodovias no Estado de São Paulo. No período da gestão de Ricardo Martins, a concessionária captou dinheiro de investidores e precisará pagar em breve cerca de R$ 100 milhões aos detentores dos títulos. O petista José Américo o questionou se está preparado em caso de ter de tomar decisões contrárias à concessionária. Saindo pela tangente, Martins respondeu que fará o necessário quando estiver na cadeira da diretoria da Artesp.

 

METAS ROBUSTAS, COMPROMISSO FRACO

A Comissão de Assuntos Econômicos ouviu, nesta quarta-feira (12/6), a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, sobre as metas e programas de sua pasta. Segundo ela, os objetivos são a geração de 1 milhão de “oportunidades de emprego,renda e empreendedorismo”, atrair R$ 50 bilhões de investimentos e oferecer crédito para 170 mil microempreendedores, até 2022. O deputado Paulo Fiorilo quis saber se essas metas apresentadas são exequíveis e se vão figurar no Plano Plurianual (PPA) com os correspondentes dados orçamentários. A secretária disse não saber se conseguirá fazer tudo isso, mas comprometeu-se a se esforçar para isso. Fiorilo também perguntou sobre os planos e recursos para o desenvolvimento da região do Vale do Ribeira, a mais pobre do Estado.

 

VETO E DESRESPEITO

O líder do PT, Teonilio Barba, criticou o veto do governador João Doria à emenda aglutinava, apresentada pelos deputados da Alesp, ao PLC 29/2017, que trata da extinção do fundo de especial de eletricidade do Estado de São Paulo. A emenda vetada previa a destinação de parte desse fundo para a área da cultura. Segundo Barba, o veto mostra que o governador não tem o menor respeito pelos deputados da casa suas deliberações, por isso pediu a seus pares que derrubem o veto.

 

PRESSA PARA QUÊ?

A deputada Márcia Lia voltou a criticar o pedido de urgência da deputada Janaina Paschoal para seu projeto sobre operações cesarianas. Para a deputada petista, a propositura é polêmica, tem a oposição de diversas organizações de mulheres e de obstetras. Ela está na contramão do que recomenda a Organização Mundial de Saúde. Por essa razão, não há qualquer motivo para que projeto tão complexo e controverso tramite de forma acelerada.

 

STF MANTÉM CONSELHOS

Os deputados Emidio de Souza e Professora Bebel aplaudiram a decisão do STF de suspender a validade de parte do decreto de Jair Bolsonaro que extinguiu os conselhos da administração pública. Segundo Bebel, a democracia exige espaços de participação da sociedade. Conselhos não são de esquerda ou de direita. Eles estão previstos na Constituição e devem ser respeitados.

 

JOÃO DORIA VENDE TUDO E NÃO OUVE O POVO

Um dia após a aprovação do projeto do governador João Doria que prevê a privatização do Zoológico, do Zoo Safári e do Instituto de Botânica, a deputada Beth Sahão reuniu-se com pesquisadores e servidores desses órgãos para uma avaliação do processo. Na reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos Públicos, Pesquisas e Extensão foram apontados os indícios de fortalecimento da aliança entre o PSDB e o PSL para liquidar o Patrimônio do Estado. O ataque ao conhecimento, à ciência e a educação também está acontecendo na CPI da Gestão das Universidades, conduzida pelo deputado Wellington Moura, do PR, que também está fechado com o governador.

 

A CULPA É DO PT?

A discussão era sobre um projeto de deputado do MDB que recebeu emenda de deputado do PP, mas a crítica fácil foi pra cima do PT. A situação aconteceu na reunião de hoje da Comissão de Finanças e Orçamento, e o deputado Paulo Fiorilo manifestou total repúdio aos ataques feitos pelo Delegado Olim durante a discussão do PL 1.363/2015, que permite a comercialização e consumo de bebida alcoólica em eventos esportivos. Emenda que exige policiamento e uso de bafômetro nos arredores de estádios de futebol e arenas esportivas foi aprovada na comissão.

 

SEM ESPORTES EM SP

A primeira reunião da Comissão de Assuntos Desportivos desde a posse dos atuais deputados aconteceu hoje com a presença do secretário de Esportes, Aildo Rodrigues Ferreira. Por determinação constitucional, os secretários de Estado devem vir à Alesp prestar constas de suas ações. Nesta quarta-feira, porém, Aildo Rodrigues tinha pouco a apresentar aos deputados. Os programas executados pela secretaria, desde outras gestões, alcançam menos de 10% dos municípios paulistas e as novidades no esporte no governo Doria são apenas “projetos prontos, que logo serão anunciados”, segundo o secretário. A realização, de fato, da secretaria até agora foi a concessão, por 35 anos, prorrogáveis, do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, o ginásio do Ibirapuera.

 

ATLETAS SEM FUTURO

A reunião foi acompanhada pelo velocista Sandro Viana, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, e o deputado Luiz Fernando homenageou o atleta que “é cria do trabalho feito pelo esporte no ginásio do Ibirapuera”. E, a propósito, questionou o secretário sobre o futuro dos atletas alojados no ginásio, agora privatizado, e perguntou se as modalidades esportivas que ali eram desenvolvidas foram mesmo encerradas. Luiz Fernando também quis saber se os jogos abertos e os jogos regionais têm orçamento para acontecer,” já que no ano passado nem recursos para a confecção das medalhas dos abertos havia”. Assim como no caso dos recursos necessários para a execução dos projetos da secretaria, o secretário afirmou que está em conversa com o governador Doria, para que o orçamento seja suficiente.

 

 

 

 

 

Sandro Viana, velocista

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *