Cena Política, Terça-feira, 6 de agosto de 2019

Leia as notícias e veja as imagens sobre os trabalhos da bancada do PT na Assembleia Legislativa de SP, nesta terça, 6 de agosto. O dia começou com uma importante reunião para traçar estratégias de enfrentamento para o próximo semestre. 

TELEFONIA MÓVEL NA BERLINDA

Na Comissão de Direitos do Consumidor, o deputado Jorge do Carmo defendeu a abertura de canal de diálogo e monitoramento para melhoria da qualidade dos serviços prestados pelas empresas de telefonia móvel à população paulista. Aos representantes das operadoras Vivo, Claro, TIM, Oi e Nextel que estavam presentes na reunião da comissão, o petista destacou problemas de falta de sinal, propaganda enganosa e péssima qualidade dos serviços apontados frequentemente pelos consumidores.

https://bit.ly/2MKE63Q

 

CULTURA COMO PRIORIDADE É SÓ RETÓRICA

A Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo, presidida pela deputada Professora Bebel, ouviu nesta terça-feira, 6/8, o secretário estadual da Cultura, Sergio Sá Leitão, que fez a prestação de contas de sua pasta no primeiro quadrimestre. Sem novidades a apresentar, o secretário se referiu ao conhecido declínio do orçamento da cultura ao longo das últimas gestões tucanas no Estado, que caiu de 0,64% em 2011 para 0,32% em 2019. Disse que cultura é prioridade do atual governo, mas sua exposição só demonstrou que o setor está sendo relegado ao mercado, depois dos contingenciamentos feitos no início da gestão Dória, que desmontou o Projeto Guri e desmontou outros programas da secretaria. A Professora Bebel questionou o silêncio e a imobilidade do governo em relação à formulação de uma política estadual de Cultura e instituição do Sistema Estadual de Cultura.

https://bit.ly/2TbPgQd

 

CPI BARRAGEM DE SALTO GRANDE

O deputado Luiz Fernando conduziu os trabalhos da CPI Barragem Salto Grande focado no objeto da apuração: investigar os riscos de todas as barragens no Estado de SP que não têm sequer classificação de risco, o que faz das populações das cidades onde elas estão instaladas reféns de um iminente desastre. Importante lembrar que essa CPI está naquele pacote de fazer volume para barrar as investigações do governo, responsável inclusive pelas 7.177 barragens existentes no Estado.

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *