CENA POLÍTICA – TERÇA-FEIRA – DIA 7 DE MAIO DE 2019
CENA POLÍTICA – TERÇA-FEIRA – DIA 7 DE MAIO DE 2019

*MONITORAMENTO DO PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO*

A deputada *Professora Bebel* defende que a Comissão de Educação faça formalmente o monitoramente e acompanhamento do Plano Estadual de Educação, como define a lei que o criou. Na reunião desta terça-feira (7/5) da comissão, a parlamentar pediu vistas de requerimento que tratava da criação de uma subcomissão para essa finalidade. Segundo a parlamentar, a relevância do tema exige que todos os deputados participem ativamente dos trabalhos e se dediquem às análises das diferentes temáticas, o que não aconteceria caso ficasse a cargo de uma subcomissão.

http://bit.do/eRMSK

 

*DIREITO A MORADIA*
Movimento dos sem teto realizaram nesta terça-feira atos em todo o país em defesa do Minha Casa Minha Vida e projetos de moradias rurais. Em São Paulo, a deputada *Beth Sahão* esteve lado a lado dos movimentos populares para cobrar a liberação de recursos para retomada de construção de moradias populares pelo Programa Minha Casa, Minha Vida e Habitação Rural.

http://bit.do/eRMTb

 

*É PRECISO CORAGEM*

“Se a Assembleia continuar a debater apenas temas morais, vai deixar de tratar os assuntos centrais de interesse do Estado”, disse o deputado *Paulo Fiorilo*. O parlamentar disse que visitou oito cidades da região do Vale do Ribeira, onde vários agricultores pedem apoio do Estado, sem serem ouvidos. “Se houvesse coragem, os deputados poderiam atuar para fortalecer os pequenos produtores e a produção de alimentos para o povo”, afirmou.

 

*ARMAS, NÃO*

O líder do PT, *Teonilio Barba*, apresentou no plenário vídeo do pronunciamento do deputado Adalberto Freitas (PSL), na terça-feira passada, no qual ameaçou professores e trabalhadores que venham a se manifestar em seu gabinete, dizendo que tem assessores armados que podem responder coma força. Barba disse que a fala do deputado pode sugerir tolerância em relação ao uso de armas na Alesp. “Não vamos resolver as coisas aqui agindo com extremos”, disse o líder, que informou ainda que apresentou projeto de resolução para apenas os profissionais da assessoria das polícias da Assembleia possam portar armas em suas dependências.

 

*GESTOR DE PELADAS DE FUTEBOL*

A deputada *Beth Sahão* criticou argumentos dos tucanos da Assembleia que defendem a proposta do governador de privatização de seis empresas públicas. Segundo a deputada, o argumento de enxugamento da máquina pública significa negar o direito à educação, saúde, moradia e segurança para a população. Querem entregar tudo ao setor privado. “O que João Doria quer administrar, então? As partidas de futebol no quintal de sua casa?”

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *