LANÇAMENTO DA FRENTE PARLAMENTAR CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA SABESP
LANÇAMENTO DA FRENTE PARLAMENTAR CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA SABESP

Foi criada na Assembleia Legislativa de São Paulo a Frente Parlamentar contra a Privatização da Sabesp. O deputado Emidio de Souza coordenou nesta terça-feira, 31/5, o ato de lançamento da frente, que reuniu representantes de trabalhadores, sindicalistas, lideranças políticas, sanitaristas, ambientalistas e diversas entidades da sociedade civil.

Emídio destacou a importância do movimento contra a privatização da maior empresa de saneamento da América Latina. “A Sabesp é um dos maiores patrimônios do Estado de São Paulo, não apenas pelo seu valor comercial, mas por seu valor como empresa de saneamento e abastecimento de água que orgulha o povo paulista e que construiu, ao longo de décadas, um corpo técnico da mais alta excelência. Uma empresa altamente lucrativa.”

Seguindo a tradição das gestões tucanas, que acham que o que é público não é bom, que bom é somente o que se entrega para a iniciativa privada, o governo de João Doria e de Rodrigo Garcia anunciaram a privatização da Sabesp.

Emidio de Souza lembrou que o atual secretário de Projetos e Ações Estratégicas, Rodrigo Maia, nomeado para promover a expansão e a aceleração dos programas de privatização no Estado, disse em seu discurso de posse que veio do Rio de Janeiro para São Paulo com a principal missão de privatizar a Sabesp.

O objetivo da frente parlamentar é somar esforços de todas as instituições e pessoas que queiram lutar contra a entrega desse extraordinário patrimônio público. Uma empresa que presta serviços de saneamento e abastecimento de água a 375 municípios do Estado, incluindo a capital, atingindo 80% da população paulista.

“É importante que esse movimento seja lançado aqui na Assembleia, porque, ao fim e ao cabo, será esta Casa que decidirá se essa proposta de privatização vai vingar ou não. No entanto, a luta a ser travada não é só no Legislativo ou nas sedes da empresa. É também nos municípios atendidos pela Sabesp. Prefeitos e vereadores sabem a medida exata da importância dela. Por isso, a resistência organizada. Precisamos adiar o quanto possível a discussão da privatização e não permitir que essa proposta ande neste ano eleitoral. Acredito que vamos ter sucesso”, afirmou Emidio de Souza.

Participaram do ato de lançamento os deputados Luiz Fernando Teixeira e Paulo Fiorilo; José Fajian, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo – SINTAEMA; Amauri Polachi, do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento – ONDAS; Jair Álvaro da Silva, presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Urbanas de Santos e da Baixada Santista – SINTIUS; Ronaldo Coppa, representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Sabesp; José Carlos Gomes, presidente da Câmara Municipal de Pindamonhangaba; e o vereador da capital Eliseu Grabriel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.