Nota da Bancada Deputados Estaduais PT/SP – Petistas reiteram apelos à Justica de SP revogue despejo dos Sem Terra de Valinhos
Nota da Bancada Deputados Estaduais PT/SP – Petistas reiteram apelos à Justica de SP revogue despejo dos Sem Terra de Valinhos

Nota da Bancada Deputados Estaduais PT/SP

Petistas reiteram apelos à Justica de SP revogue despejo dos Sem Terra de Valinhos

Há menos de um mês do atropelamento criminoso que ceifou a vida do sem terra Luiz Ferreira da Costa integrante do acampamento Mariele Vive, de Valinhos, a Justiça de São Paulo ameaça despejar 1.200 famílias que trouxeram vida e produtividade à área que esteve por muitos anos abandonada e degradada.

O despejo decidido em sentença da juíza de primeira instância, Bianca Vasconcelos, pegou de surpresa as famílias que desde o dia 14 de abril de 2018 vivem na Fazenda Eldorado Empreendimentos Imobiliários Ltda, que volta a rota da especulação imobiliária compondo projeto imobiliário de luxo, o que pode configurar em grave ameaça ambiental para a Serra dos Cocais e as várias fontes naturais de água localizadas na região.

A proposta do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra é criar na antiga fazenda abandonada, o projeto de produção de alimentos saudáveis, sem agrotóxicos e com preservação ambiental.
No período de um ano e quatro meses que estão na área do Acampamento Mariele Vive, o MST vem consolidando o projeto de Reforma Agrária com constituição de hortas, cultivo de ervas medicinais, educação para as crianças, alfabetização de jovens e adultos, atividades culturais, atendimento à saúde, oficina de artesanato, bioconstrução, cozinha coletiva distribuindo refeições gratuitas diariamente.

Neste momento de grave desestruturação da economia, desemprego galopante, falta de perspectivas consequente do corte de investimentos dos governos Bolsonaro na esfera federal e, Doria no âmbito estadual, o movimento dos trabalhadores aponta um significativo caminho de respeito a dignidade e esperança aos milhares de desempregados e desalentados, vítimas do abandono dos governos e da falta de sensibilidade social da nossa Justiça.
Nós, deputadas e deputados estaduais do Partido dos Trabalhadores estivemos recentemente no Tribunal de Justiça do Estado e reiteramos os apelos para que sejam preservados o direito ao trabalho e o cultivo da terra, àqueles que sonham e semeiam dias melhores para as 1.200 famílias resistentes do Acampamento Mariele Vive.

 

Teonílio Lula Barba
Deputado estadual e líder da Bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *