NOTA DE REPÚDIO AOS ATAQUES CONTRA O ACAMPAMENTO MARIELLE VIVE
NOTA DE REPÚDIO AOS ATAQUES CONTRA O ACAMPAMENTO MARIELLE VIVE

A bancada estadual do Partido dos Trabalhadores repudia veementemente o ataque criminoso ao Acampamento Marielle Vive, no último domingo, 10/4. Os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que há quatro anos ocupam área em Valinhos, no interior de São Paulo, foram alvo de disparos de arma de fogo.

Os tiros contra a portaria do acampamento foram desferidos de um carro preto, com a placa coberta, no qual um homem branco, com  o braço fora da janela e arma em punho, fez os disparos. As pessoas que estavam próximas ao local tiveram que se jogar no chão para não serem alvejadas.

O ato criminoso aconteceu dias depois de o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter decidido suspender as remoções forçadas no país até 30 de junho. Os fatos e sua cronologia reforçam a suspeita de a autoria do crime ser de grupos neonazistas e bolsonaristas da região, contrariados com a decisão do Judiciário.

A bancada do PT reitera a urgência das investigações por parte dos órgãos de segurança e do Ministério Público. É intolerável que a violência social e política se alastrem nas ondas da subcultura miliciana que avança no país, sob a batuta do clã Bolsonaro.

Bancada das deputadas e deputados do Partido dos Trabalhadores

Lider da bancada, Deputada Márcia Lia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.