Solidariedade ao padre Júlio Lancellotti
Solidariedade ao padre Júlio Lancellotti

Nós, deputadas e deputados da bancada da Federação PT/PCdoB/PV, na Assembleia Legislativa de São Paulo, nos somamos a tantos cidadãos e cidadãs que se mobilizaram, indignados, contra mais uma perseguição sofrida pelo padre Júlio Lancellotti.

A proposta de criação e instalação de uma CPI na Câmara Municipal de São Paulo, com o intuito de criminalizar o trabalho do padre junto à população de rua a ação de organizações sociais e entidades que promovem auxílio a pessoas que vivem na região conhecida como Cracolândia, no centro da capital paulista, demonstra o ódio e a intolerância que contaminou a política.

Como ele mesmo já explicou, padre Júlio Lancellotti não pertence a nenhuma organização da sociedade civil ou ong que possui convênio com a prefeitura de São Paulo. Seu trabalho junto à Pastoral de Rua é “uma ação da Arquidiocese de São Paulo que, por sua vez, não se encontra vinculada, de nenhuma forma, a atividades que constituem o objetivo do requerimento aprovado para criação da CPI em questão”.

Não há fato que justifique investigar padre Júlio. Esperamos que os vereadores e vereadoras da Câmara Municipal de São Paulo recuem e arquivem o pedido de criação da CPI

Força e coragem, padre Júlio Lancellotti, estamos com você!

Deputado Paulo Fiorilo
Líder da bancada da Federação PT/PCdoB/PV na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *