Solidariedade ao povo chileno e a María Rivera

O despertar do levante popular contra as políticas de arrocho, privatizações e carestia, que solaparam a população chilena e criaram o ambiente que culminou na convulsão política e social, é acompanhado com apreensão e solidariedade pela bancada das deputadas e dos deputados do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Nossa bancada repudia a violenta repressão, da polícia e do exército chileno, e a ação de grupos que desferem ataques violentos e ameaças à advogada da Defensoria Popular María Magdalena Rivera Iribarren, militante do Movimiento Internacional de los Trabajadores  (MIT) e conhecida defensora dos direitos dos trabalhadores chileno.

María Magdalena é vítima da ação típica dos intolerantes que flertam com o fascismo e que, covardemente, se ocultam na sombra do anonimato. A advogada tem sido perseguida por se juntar à luta de professores, estudantes, trabalhadores e de todos aqueles que defendem a democracia e querem que o Chile volte a ser um país livre e soberano.

Nós, deputados e deputadas estaduais do Partido dos Trabalhadores, nos somamos à resistência e à luta de nossos irmãos chilenos e repudiamos a opressão e a violência do Estado chileno contra seu povo, suas lideranças e defensores da luta popular.

Teonilio Barba Lula
Deputado estadual e líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *