*CENA POLÍTICA – TERÇA-FEIRA 29/5*

29/05/2018

NOTÍCIAS DO DIA

Crédito:

*Saúde pública é um dos principais temas do dia. Confira abaixo notícias das deputadas de deputados do PT na Alesp*

*POLÍTICA EQUIVOCADA DE PARENTE*
A líder da Bancada do PT, deputada *Beth Sahão*, declarou em plenário que a bancada é favorável à luta dos trabalhadores de caminhão, mas se preocupa com possíveis pessoas que têm usado de forma truculenta o movimento para impedir a normalidade das atividades no país.
“A responsabilidade da greve se centraliza numa política equivocada de Pedro Parente, presidente da Petrobrás, apoiado pelo golpista Temer”, reforça a deputada.

Confira vídeo: https://goo.gl/ziBa4C

*VITÓRIA DE PROFESSORES DE ESCOLAS PARTICULARES*

Após paralisação, Convenção Coletiva fica mantida por 1 ano, com todos os direitos que já estavam garantidos. Além disso, os docentes terão aumento de 3% e participação nos lucros de 15%. Em meio a tantas notícias ruins em nosso país, um excelente resultado para todos que participaram dessa luta!

*MAIS UMA NOTÍCIA BOA*
Informações do advogado de Lula, *Cristiano Zanin Martins*
“O Tribunal Regional Federal da 3ª Região atendeu ao pedido formulado pelos advogados do ex-Presidente *Luiz Inácio Lula da Silva* e restabeleceu todos os seus direitos e prerrogativas previstos na Lei nº. 7.474/86, dentre eles o de receber assessoria de 6 agentes do Estado, como todos os ex-Presidentes da República.

Saiba mais: http://bit.ly/lulazanin

*GREVE NAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS*
Os docentes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) decidiram, em assembleias gerais, deflagrar greve. Na USP, a greve tem início nesta terça (29). Já na Unesp, a paralisação por tempo indeterminado começa na quarta (30).

A greve é uma resposta à proposta de reajuste salarial apresentada pelos reitores das universidades estaduais paulistas (Cruesp), de 1,5%. Os docentes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) decidiram realizar uma paralisação de dois dias, 29 e 30 de maio, e manter o estado de mobilização.

*DIREITOS NEGADOS, DOENÇAS ADQUIRIDAS*
O grande número de licenças médicas negadas pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado aos profissionais, fazendo com que pessoas trabalhem doentes, foi tema debatido na audiência pública “Direitos negados, doenças adquiridas”, realizada hoje pelo mandato do deputado *Marcos Martins*.

Confira fotos: https://goo.gl/MbjQP4

*PENA E A LEI*
Membros do SindSaúde, servidores da saúde e pessoas que tiveram licenças negadas fizeram denúncias gravíssimas, que vão desde relato de recusa de afastamento por conta de “letra ilegível” até a extrema situação de pessoas com câncer que são levadas a negociar em seus locais de trabalho, pagando horas de trabalho ao término do tratamento, do que entrar no desgastante processo para conseguir licença médica.

*EXPECTATIVAS FRUSTRADAS*
O deputado *Carlos Neder*, membro do PT na CPI que investiga as Organizações Sociais de Saúde, ficou frustrado com a oitiva do auditor do Ministério do Trabalho que veio hoje prestar esclarecimentos à CPI.

“Ficamos mais preocupados ainda, porque Ministério do Trabalho não tem controle sobre o que é feito pelas OSSs, entidades privadas que utilizam dinheiro público. Nem Ministério nem Secretaria da Saúde tem controle efetivo”, conta deputado em entrevista.

Confira íntegra: https://goo.gl/7SDHKQ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.