COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS RECEBE O PRÊMIO SANTO DIAS
COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS RECEBE O PRÊMIO SANTO DIAS

A entrega do Prêmio Santo Dias foi realizada na Assembleia Legislativa, nesta sexta-feira, 10 de dezembro, sob a coordenação do deputado Emidio de Souza. Entre os três premiados, está a Coalização Negra por Direitos, indicada pelos deputados Erica Malunguinho (PSOL), Emidio de Souza (PT) e Marcia Lia (PT).

A sessão solene de entrega do Prêmio Santo Dias foi marcada para o dia 10 de dezembro, data de celebração do Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos, instituído pela ONU em 1948 e cujo significado é de extrema importância para a história da humanidade. O deputado Emidio de Souza ressaltou o significado histórico da Declaração Universal dos Direitos Humanos, no contexto do Pós-Segunda Guerra Mundial, quando o mundo ainda sofria com os efeitos das barbaridades e da violência da guerra. Depois de 73 anos, a data é celebrada em todo o mundo.

“Direitos humanos são direitos à própria dignidade humana, direito a serviços básicos, à educação, à cultura, à moradia, a ser respeitado como cidadão, ao respeito das mulheres, à oportunidade de viver dignamente, a não ser torturado e a não receber tratamento cruel. Celebrar o Dia dos Direitos humanos é renovar nossa confiança num mundo melhor e não aceitar a subjugação de um ser humano por outro. Não aceitar a violência e o silêncio que se tenta impor nas periferias, a morte diária e cotidiana da juventude negra nas periferias das grandes cidades. Nada disso pode ser objeto de nossa conformação. Ao contrário, deve ser objeto de nossa indignação. Esse é o significado do Prêmio Santo Dias”, afirmou Emidio.

A Coalização Negra por Direitos foi indicada ao prêmio por sua atuação na articulação de diversas entidades e movimentos no combate ao racismo e na luta pela emancipação do povo negro. A ação conjunta envolve o  “processo de conscientização da sociedade e da população, sobretudo da população negra, pobre e periférica, em relação às violências que a acometem. O enfrentamento do racismo é uma responsabilidade de todos. Tão importante quanto a responsabilidade coletiva, é que haja organizações, que haja centros, que haja centralidades, que haja universos de pensamento e de construção do fazer político, que direcionem, de forma positiva e propositiva,”””’ as lutas contra o racismo. A Coalização Negra por Direitos está radicalmente na missão de construir as pontes para que as violências estruturais do racismo não aconteçam”, disse Erica Malunguinho.

O Prêmio Santo foi criado pela Assembleia Legislativa em 1997 com o propósito de valorizar o trabalho de pessoas e entidades que lutam pela causa dos direitos humanos. Santo Dias da Silva foi líder operário metalúrgico assassinado pela ditadura, em 30 de outubro de 1979, num confronto entre a polícia e trabalhadores que realizavam uma greve.

Veja abaixo a íntegra da sessão solene do XXIV Prêmio Santo Dias de Direitos Humanos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *