DEPUTADO RURALISTA ACUSA MST DE MOVIMENTO TERRORISTA
DEPUTADO RURALISTA ACUSA MST DE MOVIMENTO TERRORISTA

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra foi pauta também na Comissão de Atividades Econômicas. Na reunião desta quarta-feira, o deputado Paulo Fiorilo defendeu moção da deputada Erica Malunguinho (PSOL)  que apela para que o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente  determine que o Parque da Água Branca adote as providências necessárias para a viabilização da IV Feira Nacional da Reforma Agrária naquele espaço, conforme os anos anteriores.

Fiorilo buscou sensibilizar os integrantes da comissão pela aprovação da moção, quando o deputado Frederico D’Ávila (PSL) reagiu com violência e classificou o MST de grupo terrorista. D’Avila é bolsonarista, ruralista e diretor da Sociedade Rural Brasileira.

O parlamentar petista ressaltou que, embora haja divergências políticas com o deputado Frederico, o debate deve ser elevado e defendeu a necessidade de reconhecer o papel do MST na economia, pois tem se aprimorado na produção de arroz, milho, cachaça e é fornecedor de alimentos às diversas prefeituras, inclusive à cidade de São Paulo e ao Estado, destacou.

Mesmo diante das colocações de Fiorilo, a moção foi rejeitada pela maioria dos deputados integrantes da comissão.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Warning: chmod() has been disabled for security reasons in /home/ptalesp2019/public_html/wp-content/plugins/wordfence/vendor/wordfence/wf-waf/src/lib/storage/file.php on line 47