FEDERAÇÃO DENUNCIA VIOLAÇÃO DE DIREITOS DE PSICÓLOGOS NA REDE ESTADUAL DE SP
FEDERAÇÃO DENUNCIA VIOLAÇÃO DE DIREITOS DE PSICÓLOGOS NA REDE ESTADUAL DE SP

A liderança da bancada de deputados estaduais da Federação PT/PCdoB/PV ingressou com ação no Ministério Público pedindo investigação do programa do governo do Estado que contratou 550 psicólogos para atuar nas escolas públicas estaduais.

Com base em denúncias feitas por profissionais psicólogos, e veiculadas pela imprensa, sobre irregularidades no programa implementado pela gestão Tarcísio de Freitas, o líder da bancada, deputado Paulo Fiorilo, protocolou representação no Ministério Público Estadual.

No documento, Fiorilo aponta as denúncias de sobrecarga de trabalho dos profissionais psicólogos, que devem atender alunos, professores e toda comunidade escolar, a convocação para reuniões fora do horário de trabalho, além de problemas trabalhistas junto à empresa contratante, como falta de vale refeição, negação de acesso aos próprios holerites e o não pagamento de horas extras.

Na representação, Fiorilo requer que o MP averigue a denúncia e defina medidas cabíveis para resguardar as condições de trabalho, os direitos e o respeito aos profissionais. “Desde o inicio do anúncio do governador, apontamos que essas contratações eram insuficientes para atender a demanda de 5.500 escolas públicas e um universo de 3,5 milhões de estudantes. Agora, ao invés de ajudar a comunidade escolar, são os próprios profissionais que estão com seu emocional abalado”, afirma o parlamentar.

Leia no link abaixo a íntegra da representação encaminhada ao Ministério Publico do Estado de São Paulo:

01022024_representaçãoMP_Psicologos da Educação.docx

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *