Líder do PT quer CPI da terceirização no Iamspe
Líder do PT quer CPI da terceirização no Iamspe

Requerimento que pede a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos de terceirização e de prestação de serviços médicos promovidos pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) foi publicado nesta quinta-feira, 9/12, no Diário Oficial do Estado. A líder do PT deputada Professora Bebel encabeça o pedido que conta com a assinatura de mais 32 parlamentares de diferentes partidos com representação na Assembleia Legislativa de São Paulo.

O Iamspe foi criado para oferecer atendimento médico a servidores públicos estaduais, seus dependentes e agregados por meio do Hospital do Servidor Público Estadual, em São Paulo, e o amplo apoio à criação da CPI tem base nas articulações da Frente Parlamentar em Defesa do Iamspe e na falta de transparência nos contratos que têm consumido grande parte dos recursos orçamentários do instituto. Os servidores públicos, por outro lado, que sustentam o Iamspe com suas contribuições, encontram serviços cada vez menos satisfatórios e equipamentos cada vez mais precários.

Segundo a Professora Bebel, a instalação da CPI será uma grande conquista dos servidores públicos. “O Iamspe é nosso. Não é balcão de negócios. Não pode favorecer empresas, como, por exemplo, a Gocil, empresa de segurança e um dos alvos da investigação. Precisamos estar atentos e cobrar do presidente da Alesp a instalação desta CPI”, afirmou Bebel.

A preocupação da líder do PT com a tramitação do requerimento da CPI do Iamspe e o cumprimento de normas regimentais justifica-se diante da recente decisão do presidente da Assembleia Legislativa, Carlão Pignatari (PSDB) de revogar CPIs já criadas que iriam investigar irregularidades em obras públicas realizadas pelo Poder Executivo.

Leia a íntegra do requerimento que pede a criação de CPI do Iamspe

Assista à manifestação da deputada Professora Bebel sobre as dificuldades vividas pelo funcionalismo público estadual e o caso do Iamspe

 

1 Comment

  1. Rosana
    26/12/2021 at 14:29

    Parabéns, a está CPI, pois precisa ser feita uma investigação acirrada,pois as empresas que assumiram o IAMSPE são de pessoas coligadas ao governo safado Dória, os funcionários recebem remunerações altíssimas que nunca foi paga aos servidores que desempenharam suas atividades por anos e anos. Isto não é justo o que está sendo feito com os Servidores que prestaram um concurso, e foram aprovados. Tem que ter uma investigação em todos os contratos de serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.