Petistas cobram secretário sobre Museu da Diversidade Sexual
Petistas cobram secretário sobre Museu da Diversidade Sexual

Em reunião da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo, que recebeu o secretário Sérgio Sá Leitão para prestar contas dos programas e ações da pasta, a deputada Professora Bebel cobrou a posição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa  relativamente ao fechamento do Museu da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo.

Na presidência da comissão, o deputado Maurici (PT) questionou os cortes nos programas culturais, entre eles o ProAC, destinado a artistas, produtores culturais e prefeituras. O Programa Ação Cultural tem importância especial para os municípios do interior do Estado, porém,  tem atendido apenas cerca de 5% da demanda financeira dos projetos inscritos, de acordo com o presidente da Comissão de Educação e Cultura, deputado Maurici.

O deputado também quis saber quais foram as ações e investimentos da secretaria no sentido da gestão dos acervos de memória e documentação do Estado. Maurici é autor do PL 231/2022, que propõe o Sistema Estadual de Cultura de São Paulo,  e junto com a deputada Bebel voltou a protestar contra o insuficiente 0,39% do Orçamento do Estado destinado para a cultura em São Paulo.

Sobre o Museu da Diversidade Sexual, o secretário informou que a Procuradoria-geral do Estado recorreu da decisão que determinou o fechamento temporário do equipamento e que agora aguarda o desenrolar do processo. Segundo Sérgio Sá Leitão, não há como um museu funcionar sem ser por contrato com uma organização social e, para minimizar o problema e tentar reabrir o Museu da Diversidade, a secretaria está em tratativas no sentido de que a Justiça autorize seu funcionamento, seja por um contrato emergencial com outra organização social.

Assista à íntegra da reunião:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.