PT DENUNCIA CILADA EM EMENDA AGLUTINATIVA
PT DENUNCIA CILADA EM EMENDA AGLUTINATIVA

Depois de passar por seis horas de debates acalorados no plenário da Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei 529/2020, do governador João Doria, que prevê extinção de dez instituições públicas, poderá entrar na etapa de deliberação nesta quarta- feira, 30/9.

A matéria já esta na pauta de duas sessões extraordinárias que terão início às 19h, convocadas pelo presidente da Legislativa de São Paulo, deputado Cauê Macris.

Dividir o movimento

Durante as discussões e críticas ao PL 529, surgiu a proposta de uma emenda aglutinativa que exclui do projeto quatro das dez instituições públicas estaduais condenadas a encerrar atividades. O líder petista, deputado Teonilio Barba, informou que a bancada do Partido dos Trabalhadores não apoiará e não assinará nenhuma emenda ou iniciativa que divida o movimento dos trabalhadores. Para Barba, não há instituição descartável.

O líder petista classificou como pelega a proposta de emenda aglutinativa, e ressaltou que a iniciativa pode favorecer e facilitar a ação de garantir votos governistas  e a aprovação do projeto danoso para população paulista.

Protestos

Enquanto as discussões aconteciam no plenário, na noite de ontem, 29/9, mais de 500 pessoas ocuparam a avenida em frente à Assembleia Legislativa, num ato contra o desmonte dos servidos públicos, como meio de chamar atenção e denunciar à sociedade os estragos sociais e econômicos que estão embutidos na proposta do governador.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *