18 A 22 DE OUTUBRO
18 A 22 DE OUTUBRO

PLC 26: OUTRO ATAQUE AOS SERVIDORES PÚBLICOS

O governo Doria consumou mais um golpe contra os trabalhadores do serviço público do Estado. O plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou na terça-feira, 19/10, o PLC 26/2021, de autoria do governador, que avança na chamada reforma administrativa e sepulta direitos dos servidores públicos. O projeto modifica pontos da Bonificação por Resultado, acaba com as faltas abonadas e permite contratação de trabalhadores temporários em casos de greve.

 

CARTA ABERTA AO POVO DE SÃO PAULO

A líder do PT na Alesp, deputado Professora Bebel, publicou uma carta ao povo paulista na qual repudia os ataques do deputado estadual Frederico d’Avila, do PSL, no dia 14 de outubro, contra o Papa Francisco, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o arcebispo do Santuário de Aparecida, Dom Orlando Brandes. “É inadmissível este tipo de postura e o ato do parlamentar, que agrediu as lideranças religiosas e toda a comunidade católica, seus fiéis, aos que se conectam pela fé, consideração e respeito ao Santo Padre e à Igreja Católica do povo de Deus”, diz o documento.

 

UM OLHAR PARA A CRACOLÂNDIA

Audiência pública realizada na terça-feira, 19/10, na Assembleia, cumpriu seu objetivo e abriu perspectiva de parceria entre o Poder Público e a sociedade civil na construção de soluções para complexos problemas sociais, econômicos, de saúde e segurança pública, presentes na região do bairro da Luz, na capital paulista, denominada Cracolândia. A sessão foi convocada, conjuntamente, pela Comissão de Direitos da Pessoa Humana da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Emidio de Souza (PT), e pela Comissão Extraordinária de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo, que tem como presidenta Erika Hilton (PSOL), numa iniciativa que também teve como solicitante o vereador Eduardo Suplicy (PT).

FECHAMENTO DE PRONTOS SOCORROS

O fechamento de prontos socorros na região metropolitana de São Paulo foi tema da audiência pública realizada na quarta-feira, 20/10, na Assembleia Legislativa. Sob a coordenação do deputado José Américo, a audiência teve a participação de representantes de conselhos populares de saúde e de diversas entidades da sociedade civil. Também estiveram presentes os deputados Dr. Jorge do Carmo, Maurici e Enio Tatto, que foi o propositor do encontro. Convidado para expor sobre as razões dos fechamentos, o secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, não compareceu nem enviou representante.

GOVERNO DORIA FOGE DO POVO

Há pelo menos 12 anos, os moradores da região que carinhosamente chamamos de fundão da zona sul da cidade de São Paulo, aguardam as obras de extensão do Metrô do Capão Redondo ao Jardim Ângela e a duplicação da Estrada do M’Boi Mirim, na zona sul da capital. Na quinta-feira, 21/10, a Comissão de Transportes e Comunicação da Assembleia recebeu lideranças e moradores da região para mais uma vez cobrar as obras. Após meses aguardando a aprovação do convite pela base do governo, nenhum dos representantes do governo compareceu à atividade para conversar cara a cara com a população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.