Cena Política – Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019
Cena Política – Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019

PAREM O ENTERRO: DEFUNTO PRO XADREZ

O líder do PT na Assembleia, deputado Teonilio Barba, disse que a aprovação do projeto do governador que visa extinguir a Dersa significa dar um cheque em branco a João Doria. A bancada petista questiona o que será feito com a companhia, qual o destino dos ativos da empresa e de seu patrimônio e, principalmente, dos seus funcionários. Afora isso, a empresa foi dirigida por pessoas que operaram esquemas que desviaram milhões para campanhas do PSDB. Segundo o deputado Paulo Fiorilo, querem enterrar o cadáver sem fazer a autópsia. O projeto de João Doria foi aprovado pelo plenário na tarde desta terça-feira, 10/9.

 

APELO PARA A SENSIBILIDADE DO JUDICIÁRIO

Os petistas Márcia LiaBeth Sahão e Paulo Fiorilo  estiveram, nesta terça-feira, 10/9, no Tribunal de Justiça de São Paulo, para levar a seu presidente, Manoel de Queiroz Pereira Calças, o apelo para que o judiciário atente para a situação em que são lançados os trabalhadores, com o aumento do desemprego, a ausência de investimentos nas políticas públicas. Os parlamentares falaram da criminalização dos movimentos sociais e das prisões sem provas dos  seus militantes; da população em situação de rua e das ações de reintegração e desocupação, como no caso do Acampamento Marielle Vive, de Valinhos. “No Estado, o governador envia para a Assembleia Legislativa um PPA para o quadriênio 2020-2023 com quase nada de investimento para a moradia e, no âmbito federal, o Minha Casa, Minha Vida também carece de recursos. Portanto, o momento exige sensibilidade dos juízes antes de decisões que podem aprofundar o sofrimento da população, que podem colocar mais pessoas na rua”, ressaltou Beth Sahão.

 

ESCOLAS DE INGLÊS PARTICULARES NA REDE PÚBLICA

A Comissão de Finanças e Orçamento aprovou nesta terça-feira (10/9) projeto de lei do deputado Luiz Fernando que autoriza o governo a fazer parcerias com estabelecimentos particulares de ensino da língua inglesa para ministrarem aulas a alunos e professores de escolas da rede pública estadual.

 

PRIORIDADE 2022

O deputado Paulo Fiorilo disse que as manifestações do Grito dos Excluídos, no sábado, 7 de setembro, enfatizaram a questão do emprego no país. O Estado de São Paulo já registra cerca de 3,3 milhões de desempregados. Porém, o poder público estadual não apresenta nenhuma medida nem capacidade para reverter esse quadro. Segundo Fiorilo, o governador João Doria deveria fazer da geração de empregos a prioridade, mas parece que sua única preocupação são as eleições presidenciais de 2022.

 

MONITORAMENTO DO PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

Na Comissão de Educação e Cultura, a deputada Professora Bebel informou o recebimento de ofício do Grupo de Atuação Especial de Educação, do Ministério Público do Estado de São Paulo, que solicita informações sobre as providências adotadas pela comissão para o monitoramento dos Planos Nacional e Estadual de Educação. O ofício refere-se especialmente às metas 17 e 18, que tratam, respectivamente, da valorização dos profissionais do magistério e demais profissionais e dos planos de carreira para profissionais da educação básica e superior pública, assim como do piso salarial nacional profissional.

 

AUDIÊNCIA SOBRE A LEI ESPECÍFICA DA GUARAPIRANGA

O deputado Enio Tatto subiu à tribuna para convidar a população, ambientalista e diversos segmentos da sociedade civil a participar de audiência pública na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (11/9), sobre a Lei Específica da Guarapiranga. A represa é responsável por 30% do abastecimento de água da cidade de São Paulo. A lei em questão é de 2006 e foi a primeira legislação específica a definir regras de conservação ambientais, de ocupação e uso do solo e medidas de compensação para uma determinada área. Depois dela, outras áreas também foram alvo de legislação específica, como a do Alto Tietê e da Billings. Tatto disse que a Lei da Guarapiranga pode ser aperfeiçoada e atualizada, com regras que conciliem a conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida da população.

 

MORANDO INDICIADO

O deputado Teonilio Barba comunicou em plenário a notícia da CBN, desta terça-feira (10/9), de que Po lícia Federal indiciou por corrupção e pediu o afastamento do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). O prefeito é acusado de utilizar a Fundação ABC, que presta serviços de saúde na cidade, para desviar recursos por meio de empresas de alimentação em cinco contratos, que somam R$ 37 milhões. A fundação também teria sido usada para promover esquema de contratação de apadrinhados políticos.

 

   

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *