CENA POLÍTICA – TERÇA, 21 DE MAIO DE 2019

PRIVATIZAÇÃO DO GINÁSIO DO IBIRAPUERA

O Estado mínimo de Doria privilegia quem tem dinheiro, afirmou Enio Tatto nesta terça-feira, 21/5. O deputado petista discutia o PL 91/2019, mandado à Assembleia Legislativa pelo governador para privatizar o ginásio do Ibirapuera. “A maioria dos brasileiros precisa dos bens públicos. Os ricos pagam para treinar em clubes caros, mas são nos serviços públicos, como no ginásio do Ibirapuera, que os filhos das classes populares conseguem treinar, preparar-se para disputas esportivas mundiais”, afirmou.

CONCEDER PARA QUEM QUER FAZER DINHEIRO

Ainda na discussão do PL 91/2019, o deputado Luiz Fernando chamou atenção para o fato de que o projeto do governador não é flexível, como alguns deputados podem fazer parecer, prometendo uma emenda que garanta as artes marciais no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães. “A ideia do governador é entregar o ginásio do Ibirapuera para quem quer fazer dinheiro, pretendem transformá-lo num local de espetáculos, onde não haverá espaço, por exemplo, para o judô”, alertou.  E quem conheceu o governador como prefeito da cidade de São Paulo, já sabe o que nos reserva a sanha privatista de Doria, lembrou o deputado Paulo Fiorilo.

PT NO COMBATE AO RACISMO

Na manhã desta terça, 21/5, a bancada do PT realizou um encontro com o Setorial de Combate ao Racismo do partido em São Paulo. Juntos, parlamentares e movimentos debateram uma proposta de criação de um núcleo de combate ao racismo e pela igualdade racial, com lançamento marcado para o dia 26/6. Na próxima semana, os mandatos na Alesp serão envolvidos nessa construção.

CRACOLÂNDIA É PAUTA DO PT

Apesar de ser composta por 90% de deputados conservadores, a deputada Beth Sahão avalia como vitoriosos os trabalhos da segunda reunião da Comissão de Direitos Humanos. Por força de um requerimento da petista, na próxima semana, o secretário de Segurança Pública deverá prestar esclarecimentos sobre as ações da polícia na região da Luz, no último dia 9/5. Como resultado da ação policial na região conhecida como Cracolândia, dezenas de pessoas terminaram feridas e uma mulher morta. Os esclarecimentos serão prestados em reunião conjunta com a Comissão de Segurança Pública da Alesp.

INTOCÁVEIS?

A Comissão de Direitos Humanos também vai receber o secretário de Saúde, com a aprovação de requerimento de autoria de parlamentar do PSB. A votação foi apertada, apesar de o deputado solicitante ter quase pedido desculpas: “o requerimento que fiz não é contra o governo”. O voto minerva da presidente da comissão, deputada Beth Sahão, garantiu a convocação do secretário.

DEFENDER OS DIREITOS HUMANOS

A deputada Márcia Lia garante que a bancada do PT continuará firme na defesa dos direitos humanos. “Por mais que os deputados aliados aos governos Doria e Bolsonaro mantenham, como linha de trabalho, o travamento de projetos e debates que visem coibir violações de direitos humanos, não abriremos mão das prerrogativas parlamentares para avançar com os trabalhos na comissão”.

NA LUTA POR EDUCAÇÃO

Na Comissão de Educação e Cultura, a Professora Bebel também se mantém firme no enfrentamento aos conservadores e liberais que se dedicam a frear as propostas que defendem a educação de qualidade e seus trabalhadores. Na tarde desta terça-feira, 21/5, posicionando-se contra projeto de lei que autoriza a jornada de 30 horas para os trabalhadores de apoio escolar da Secretaria da Educação, o líder do governo tentou desqualificar os servidores, dizendo que ele próprio gostaria de trabalhar dez horas.

CPI FURP

Na quinta-feira, 23/5, às 10h, Beth Sahão e outros deputados visitam a fábrica da FURP (Fundação para o Remédio Popular) localizada no município de Américo Brasiliense. A visita foi definida na terceira reunião da CPI que investiga as denúncias de irregularidades na gestão da empresa pública.

SÃO PAULO SOFRE DE DÉFICIT DE GESTÃO

A economia brasileira e a paulista estão paralisadas por duas questões: Bolsonaro e Doria nada fizeram, em termos práticos, para retomar o crescimento econômico e tudo fizeram para condicionar o aquecimento da economia à aprovação da reforma da Previdência. Leia o artigo do deputado Barba publicado no jornal Folha de S. Paulo em http://bit.ly/2VBpq85.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Warning: chmod() has been disabled for security reasons in /home/ptalesp2019/public_html/wp-content/plugins/wordfence/vendor/wordfence/wf-waf/src/lib/storage/file.php on line 42